Ressonância e Florais

Após ver o vídeo acima, tentei fazer um paralelo sobre a atuação dos Florais. Percebemos que quando um diapasão vibra em determinada frequência, outro que esteja em ressonância começa a vibrar na mesma frequência. A forma do objeto e o material que é construído é que é responsável por esse fenômeno. Quando se varia a massa de um dos diapasões, ocorre um fenômeno chamado batimento, que é uma espécie de interferência nas frequências sonoras. Para que novamente entre em ressonância é necessário igualar as massas dos diapasões. Até aí tudo certo?

Cada um de nós também possui uma frequência própria, uma vibração própria. Quando nos afastamos dessa frequência ideal, harmônica, ocorre o tal batimento, ou desajuste entre a frequência ideal e a do momento. É aí que entra o Floral, “alterando a massa consciencial”, e nos colocando novamente em ressonância.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s